domingo, 12 de novembro de 2017

ESTOU GRÁVIDAAAAAA!

Sim, é verdade... Mesmo que nem eu acredite ainda! Hahaha

Bom, tudo começou na minha semana fértil, na qual meu marido estaria viajando... mas DO NADA a viagem foi cancelada! Coração de tentante... sabe como é, né? Pensa logo: "Ebaaaaa... tentativas ativar!" 
E assim foi... dia sim, dia não, como manda o protocolo... Meus dias férteis foram entre os dias 16 e 19/10. E aí, o tempo passou, meu marido viajou... no dia 29/10 eu teria um Passeio Ciclístico para participar, e resolvi fazer um teste no dia anterior...
Estava preocupada em prejudicar uma possível gravidez, mas já pensando... "não vai dar nada, SE estiver, vou estar no início, e o teste não vai identificar HCG nenhum!"

Eis que fiz um teste... desses de tirinhas mesmo (GravTest) às 14h do dia 28/10. Larguei o bixinho lá em cima da pia, e fui me ajeitar... sem esperança nenhuma. Quando olhei, lá estava uma sombra clarinha (QUASE INVISÍVEL), mas estava lá no 22º DC!
Eu chorava, tremia, não sabia o que fazer... Mostrei nos grupos de tentantes, e as meninas diziam a mesma coisa: REPETE AMANHÃ!



Cancelei o Passeio, acordei, fui à missa... Voltei e fiz um ClearBlue que mostra as semanas.
A ampulheta ficou bem pouquinho lá, e surgiu um "Grávida"... meu coração foi na boca e logo em seguida, as semanas "1-2".


Eu estava em choque... não sabia se ria, chorava, agradecia a Deus!
Resolvi contar pra uma amiga médica, pra ver se eu estava doida, ou se era isso mesmo...
Ela confirmou, mas pediu que eu fizesse um Beta, pra ter certeza.

Na segunda fui ao laboratório fazer o Beta, e o resultado foi: INDETERMINADO! E o laboratório pediu que eu repetisse na SEXTA (até lá eu teria um treco né)...
Fiquei arrasada... meu marido chegava na terça... como eu ia contar pra ele, se o exame não deu positivo? Fui na farmácia e comprei outro ClearBlue, e mais 525 mil de tirinha pra ir fazendo até sexta (DOIDA VARRIDA KKKKKK)!

Na terça fiz outro ClearBlue cedinho, que já deu 2-3 semanas... e continuei fazendo testes até meu REAGENTE lindo aparecer no exame de laboratório!

P.S.: Não fiz o Beta Quantitativo porque me conheço... sei que ficaria fazendo exames infinitos até o dia da ultra (que por sinal é daqui a 15 dias), quando vou ouvir o coração do meu baby!

Bom, pra finalizar... na terça mesmo contei pro meu marido, afinal tantos testes de farmácia não podiam estar errados! Foi uma emoção muito grande... e até hoje estamos extasiados.
Com o resultado do exame de sangue, contamos pra família, pros amigos... pra todo mundo!
Muita gente diz que é melhor esperar até a 12ª semana, mas por aqui não conseguimos conter a emoção rs.
Temos fé que vai dar tudo certo, e pretendo atualizar o blog com mais frequência... já que teremos sempre novidades agora! Hehehe.

Espero que esse relato encha os corações das tentantes de esperança... assim como enchiam o meu, quando eu buscava os relatos nesse mundo 'internético'.

Beijos da nossa família em crescimento! s2





segunda-feira, 23 de outubro de 2017

SOBRE NUNCA DESISTIR!

TEXTÃO!

Nesse meu tempo de tentativas, exames e esperanças seguidas de desilusões, tive todos os sentimentos que uma mulher pode ter...

  • Alegria quando você e o marido decidem que chegou o momento de engravidar;
  • Empolgação toda vez que vai "namorar", pensando que dali pode surgir uma vida;
  • Fé todo mês que vai à farmácia e compra 1001 testes (de marcas diferentes) já pensando no positivo lindo que vai aparecer na tirinha/telinha;
  • Esperança ao procurar em todos os grupos de grávidas/tentantes por sintomas que você jura ter;
  • Tristeza ao ver que o resultado de todos os testes deu negativo;
  • Expectativa, enquanto a menstruação não desce, afinal ainda há esperanças;
  • LUTO ao ver o sangue descer (mas mesmo assim, será que não pode ser nidação?);
  • Fim de um ciclo, um misto de TPM com sentimento de impotência.
Alguns dias depois o ciclo se repete...
E essa repetição multiplica todos os sentimentos... já faz quanto tempo mesmo? 1 ano? 1 ano e meio? 2 anos?
Você quer um filho, sonha com esse momento, e todas as mulheres ao seu redor estão grávidas ou com um baby no colo! E aí mais um sentimento...

  • Um desejo inexplicável de passar por isso tudo também!
Quando a única saída possível é procurar ajuda médica, você pensa: AGORA SIM, VOU SABER O QUE ESTÁ ACONTECENDO!

Primeiro profissional: "Para investigar você precisa esperar mais 2 anos!"

TCHAU

Segundo profissional: "Vamos investigar!"

39998286265 mil exames depois, como já contei por aqui... e voltei a estaca 0.

No meu último post falei sobre uma ressonância que ainda tinha que fazer, fiz...
Resultado: Útero normal!
Não entendi nada, e nem a médica!
Voltei pra casa com mais pedidos de exame e a fé renovada, afinal: Pode ser que eu não tenha nada!

Bom, é uma saga!
Mas tenho fé, e uma certeza: NÃO VOU DESISTIR!






sábado, 12 de agosto de 2017

Fim dos exames!

Há alguns posts atrás, eu expliquei que fui atrás de uma segunda opinião médica, e que ela me passou vários exames investigativos para descobrir o motivo da demora para engravidar...

Bem, fiz todos! Marido também!

Tudo certo, inclusive na temida histerossalpingografia, quando o médico radiologista deu a entender que desobstruiu minhas trompas...
Foi então que, aos 45' do segundo tempo, na última ultra (das 3) para controle de ovulação - que, por sinal, identificou na segunda que eu ovulei - que o médico me disse: "Opa, acho que descobri! Não, mas não dá pra ter certeza... Ah, mas parece sim!"... E eu: "O quê, doutor?"

- "VOCÊ TEM ÚTERO BICORNO!"

Continuou dizendo que é uma má formação, que dificulta a gravidez... mesmo que a mulher consiga engravidar, pode sofrer abortos, etc e tal! Fiquei assustada, ÓBVIO!
Saí de lá com a cabeça a mil, e enquanto esperava o resultado, futucava tudo no Google... Ufa! Várias mulheres grávidas e/ou que já tiveram seus bebês, outras que sofreram abortos recorrentes, mas pelo menos um sinal de esperança... uma luz no fim do túnel!
No dia seguinte eu teria o retorno com a minha ginecologista, então nem contei nada para o marido... esperando que os comentários dela me deixassem mais pra cima, por dentro eu estava arrasada!

O dia da consulta chegou, e ela foi olhando todos os exames, e as ultras por último! E a reação não foi boa! Me assustei...
Segundo ela, na MELHOR das hipóteses, eu faço uma cirurgia (histeroscopia) e resolvo, caso o útero seja septado. Na pior, sendo o útero bicorno, ela sugere que eu nem tente engravidar naturalmente pelo alto número de estatísticas de abortamento nesses casos. De qualquer forma, sendo bicorno, a gravidez é de risco e exige cuidados, além de poder demorar muito tempo para que ela se concretize... existem casos que nem a Fertilização In Vitro dá certo (e todos sabem que esse é um procedimento que custa uma fortuna)!
De qualquer forma, preciso agora fazer uma ressonância magnética para identificar se o meu útero é septado ou bicorno, e aí entender como (E SE) dá pra resolver.
O fato é que meu desejo de ser mãe só aumentou, sabendo disso!

Então fico por aqui, orando e esperando que os dias deixem de ser cinza e sem esperança!

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Histerossalpingografia: meu relato

Não, não é um palavrão!

Aquelas que já são tentantes há mais tempo, sabem que é um exame... para as que não sabem, segue uma leitura boa: Histerossalpingografia - O que você precisa saber?.

Na leitura acima, todas as informações estão certinhas, menos a parte da DOR!
Não senti ABSOLUTAMENTE NADA! Talvez pelos medicamentos que eu tomei, talvez pela minha sensibilidade à dor, não sei... sei que não doeu!
Quero que o meu relato sirva de inspiração para as tentantes que estão com medo de fazer esse exame: FAÇAM! Rs

Então vou começar do começo:

1) Quando a minha GO me pediu o exame, me passou um antibiótico para eu e meu marido tomarmos no dia do exame;

2) Precisei esperar minha menstruação chegar e, a clínica marcou para o 11º dia do ciclo (após o fim da menstruação e antes da ovulação);

3) MEDICAÇÕES: Recebi instruções para, no dia anterior ao exame tomar laxante, 2 horas antes do exame tomar um Buscopam, e meia hora antes do exame (já na clínica) tomar um analgésico sublingual de efeito rápido... Ufa! Ah sim, e ainda fui instruída a levar um absorvente para usar depois do exame, além da abstinência sexual de 2 dias pré-exame;

P.S.: Essas instruções devem variar de clínica pra clínica e de médico pra médico... sigam as instruções que forem passadas a cada uma;

4) No dia do exame, obviamente, eu estava ansiosa DEMAIS por tudo que tinha lido, se posso dar uma sugestão, é a seguinte: NÃO LEIAM relatos negativos! Primeiro porque o fato de ter doído na Mariquinha não significa que você também vai sentir dor, segundo porque o fato de você saber que vai doer, não vai diminuir a sua dor (caso venha a doer), ou seja, não ajuda em nada;

5) O exame propriamente dito: Cheguei, tirei a roupa e vesti o aventalzinho azul de sempre, deitei na posição indicada pela enfermeira e ela me disse que depois ficaria na posição ginecológica mas não podia mexer o quadril. Quando o médico chegou, eu já estava posicionada, e então ele (sempre me informando cada passo) esterilizou a região, passou um aparelhinho como o de fazer o preventivo, e depois "pinçou" o colo do útero (palavras dele, não sei o que significa). Em seguida, ele me avisou que seria o momento mais dolorido, pois ia inserir o contraste. Esperei, esperei e ele disse à enfermeira que podia fazer o raio-x, e me disse: "Acabou!" E eu: "Tá brincando?" E ele: "Já tá pronto!" Não doeu, não sofri, não desmaiei, NADA DAQUILO QUE EU LI NA INTERNET!

6) Após o meu momento de felicidade por ter sido tão rápido e indolor, a enfermeira foi verificar como saiu o raio-x, e voltou informando ao médico que o contraste não passou por nenhuma das 2 trompas... "O QUÊ?" - pensei - E ele disse: "Vou injetar mais contraste! Bate outra!". Nesse momento, meu coração já tinha parado e voltado, e eu estava com vontade de chorar e sair correndo!!!
O processo se repetiu, e a enfermeira voltou dizendo que passou! Ufaaaaaaaaaaaaa!

7) O médico brincou e disse: "Pronto! Já pode ir ter seus 5 filhos!" haha. Bom, não sei exatamente se foi isso que aconteceu, mas tudo me levou a acreditar que as trompas estavam obstruídas e o caminho foi desimpedido com a passagem do contraste durante o exame. Ainda não peguei o resultado, mas após me vestir, o médico me disse que ele olhou o exame e que estava tudo OK.

Post longo , né?! Mas era tudo que eu buscava ler quando estava ansiosa, com o exame marcado, sem saber o que me esperava... você que está lendo isso aqui, acredite em mim!
Estou em casa agora, 4 horas após o exame, sentada no sofá com meu marido, escrevendo esse post, e não estou sentindo NADA! Só alegria, alívio e paz...
Torço para que todas sejam assim como eu, e que esse exame ajude a todas nós!

Beijos beijos

domingo, 30 de julho de 2017

Domingando...


Passando só pra desejar um domingo lindo, e com a plenitude desse baby da internet rs...
Logo, logo... fotos dos meus! HAHA <3

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Voltando com TUDO!

Oieeee, depois de um tempinho fora, aqui estou eu de volta!

E com as energias renovadas!

Aproveitei as férias para fazer uma coisa que já estava planejando há um tempinho: trocar de ginecologista!
A minha (de sempre) é uma fofa e super atenciosa, mas devido a alguns relatos de amigas que eram pacientes dela, de erros GRAVES, eu fiquei preocupada. Soma-se a isso, o fato de eu já ter pedido mais de 1 vez para investigarmos logo o que poderia estar acontecendo e ela se negou! Disse que eu teria que esperar 2 anos... não consigo aceitar isso! Pode ser que não esteja acontecendo nada, e essa seja a demora natural do corpo, mas se eu fizer os exames e descobrir LOGO, ganho esses 2 anos resolvendo os problemas que podem existir!

Enfim... pesquisei, pesquisei, pesquisei, e encontrei a médica com a qual eu quero fazer meu pré-natal, ter meus filhos e etc. Ela não é na minha cidade, mas é perto e no primeiro encontro com ela MEU SANTO BATEU! Amei o jeito dela, e a forma que ela me explicou tudo. Ela me fez perguntas que a minha médica de anos nunca fez...
Ela foi bem clara, e me disse que existem várias razões pelas quais podemos ter dificuldades para engravidar! E estamos investigando todas (meu sonho se realizando rs)!

Ainda existe, segundo ela, a Infertilidade sem Causa Aparente! E aí, ela me disse que só o tempo mesmo...

Ela me pediu exames laboratoriais, ultras para controle de ovulação, a famosa temida histerossalpingografia e exames do marido também! Assim que fizermos todos, venho contar os resultados!

Mas estou feliz, sem aquela sensação de impotência que eu estava antes!
Sei que estou fazendo tudo que eu posso para ser mãe, e isso me dá a sensação de realização!

E é isso!
Seguimos sonhando com babys fofos nos nossos braços! E se Deus quiser, logo logo teremos!

Beijos <3